domingo, 12 de maio de 2013

O interior do Brasil se transforma


12/05/2013 - O Estado de São Paulo

O interior do Brasil está vivendo uma transformação. Um sintoma dessa nova realidade brasileira é o fluxo de mão-de-obra. Estados do Centro-Sul do país costumavam atrair levas e levas de imigrantes nordestinos em busca de oportunidades de trabalho e de vida. Esse fluxo, no entanto, está se invertendo. Muita gente do Nordeste hoje prefere ficar em sua terra – e gente que desceu (no mapa) agora quer subir. É comum ver isso em São Paulo, onde a violência urbana ajuda no desalento de quem é de fora. Mas há um outro fator relevante nessa nova configuração nacional. O Nordeste melhorou de vida. Mesmo em tempo de seca brava, como agora, o povo reluta em sair – e só pega a estrada em último caso. E há também oferta de trabalho nascendo a cada dia mais no comércio, por exemplo, o que ajuda na fixação.

Por estes dias, empresas do Paraná e São Paulo, habituadas a buscar trabalhadores no Nordeste, estão voltando de viagens de recrutamento sem preencher as fichas oferecidas na indústria. Mesmo quem já tem seus projetos de garantia emprego temporário nas safras agrícolas, como a da cana, em São Paulo, já não tem a fartura de peão que encontrava no passado. Há no interior paulista encarregados de contratar nordestinos que reclamam da dificuldades para formar suas turmas para corte manual, que é cada vez menor em razão da mecanização da colheita. Ainda tem gente disposta para o trabalho, mas não mais como era no passado. E aqueles que topam a empreitada, dura, aprenderam a dar valor maior ao próprio suor. E não vêm a hora de voltar para casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário