sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Ponte sobre o rio Negro no AM será concluída em 40 dias, diz secretário

22/10/2010 - Portal Amazônia com informações da TV Amazonas



MANAUS - O secretário da Região Metropolitana de Manaus, Renê Levy, confirmou a entrega da ponte sobre o rio Negro nos próximos 40 dias, já no mês de novembro. A afirmação foi feita após a finalização dos trabalhos de concretagem do mastro central da obra nesta quinta-feira (21). A ponte vai ligar Manaus ao município de Iranduba, a 25 quilômetros da capital.

A concretagem do mastro central concluiu as obras da estrutura de sustentação da pista no trecho estaiado da ponte sobre o rio Negro. A entrega aconteceu 23 dias após o acidente que deixou um trabalhador morto devido à queda de uma viga de sustentação. O caso levantou o questionamento sobre a segurança da construção.

Inicialmente, a entrega da ponte estava prevista para dezembro de 2009, com prazo contratual finalizando em março deste ano. A conclusão foi adiada, chegando a ser estimada para o primeiro semestre deste ano, mas o prazo também sofreu alterações. De acordo com Renê Levy, com o avanço da obra a estrutura deve ser entregue nos próximos 40 dias.

A conclusão do mastro central da ponte que vai ligar Manaus ao município de Iranduba, a 25 quilômetros da capital, ocorreu após a concretagem da décima sétima camada de estais da estrutura. Com 165 metros de altura, o mastro é o ponto mais alto da cidade de Manaus. Esta etapa era considerada uma das mais difíceis da obra.

As obras da ponte iniciaram ainda no ano de 2007. Até agora, a construção já completou as estruturas nas margens esquerda e direita. Segundo o secretário da Região Metropolitana de Manaus, Renê Levy, a próxima etapa dos trabalhos será a ligação física das duas obras ao mastro central. Atualmente, dois mil trabalhadores, entre terceirizados e da construtora, estão envolvidos na construção.

A construção da ponte ainda gera polêmica. Sobre a importância da obra, o secretário lembra que a ponte sobre o rio Negro permitirá o acesso terrestre da capital ao município de Iranduba, promovendo o escoamento da produção agrícola, a interação regional, o incremento do turismo e o desenvolvimento urbano. Segundo ele, a obra representa uma alternativa de deslocamento, tanto no período de cheia quanto de vazante do rio.

Acidente

Os trabalhos desta quinta-feira foram concluídos após a suspensão parcial das obras para estudo técnico das causas da queda de uma das três traves que fariam a ligação entre dois pilares da ponte do rio Negro. 

O acidente deixou três trabalhadores feridos e um outro operário morto. Mesmo com a paralisação de parte dos trabalhos, o secretário contou que a obra continuou em outros pontos da construção. 

O lançamento de vigas no local afetado foi retomado na segunda semana deste mês, e acompanhado por representantes do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA) e dos Ministérios Públicos Federal e do Estado do Amazonas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário