sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Primeiro shopping do Acre muda cenário em Rio Branco às vésperas do Natal

08/12/2011 - O Estado de São Paulo

Via Verde Shopping foi inaugurado há um mês; clientes reclamam por local não ter escada rolante

Vivian Pereira - Reuters

RIO BRANCO - Às vésperas do Natal, os moradores de Rio Branco poderão, pela primeira vez, escolher entre fazer suas compras nas tradicionais lojas de rua ou no conforto de um shopping center. Foi apenas há um mês que o Acre, no ponto extremo do Brasil, ganhou seu primeiro shopping.

Divulgação
Shopping térreo ganhou reclamações por não ter escada rolante

Reflexo do contínuo desenvolvimento econômico de Rio Branco, que reúne quase metade da população do Estado - um dos menos povoados do País -, o Via Verde Shopping recebeu investimentos da ordem de R$ 150 milhões e, ao gerar 2.200 empregos diretos, passou a ser o maior empregador privado do Acre.

O montante investido era o mesmo previsto inicialmente em vendas para o primeiro ano de operação do shopping. A estimativa foi elevada para R$ 200 milhões, após desempenho visto no primeiro mês, quando o público foi de 400 mil pessoas, número bem acima do esperado. Em novembro, o faturamento foi de R$ 10 milhões, montante que deve dobrar no último mês do ano.

"Na rua as lojas são muito espalhadas, aqui tem tudo junto. A gente anda menos sem passar calor", disse o músico Renato Melo, acompanhado da manicure Ivone da Silva, que acrescentou: "É muito bom o conforto e o ar condicionado".

Com 138 lojas e um hipermercado, o Via Verde é um shopping térreo em uma área de 120 mil metros quadrados em uma localidade ainda pouco explorada da capital acreana, cercada de vegetação e terrenos disponíveis.

O Estado espera um aumento significativo na arrecadação fiscal graças ao shopping, que deve ter todas as lojas em operação em janeiro. "As condições econômicas do Acre ganharam fôlego na última década. Com o shopping, a economia do Estado está integrada pela primeira vez", disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio do Acre, Edvaldo Magalhães (PCdoB). 

Escada rolante. Somada às questões envolvendo o preço por produtos e serviços, os comentários sobre o formato do primeiro shopping local ganharam proporções além do esperado. Tudo porque o Via Verde não possui escadas rolantes.

"Optamos pelo shopping térreo pelo custo operacional de construção e manutenção. Mas, na cabeça do consumidor, shopping tem que ter escada rolante", reconheceu Regini, da Landis.

O departamento de marketing do shopping administra diariamente reclamações e críticas envolvendo a ausência de escadas rolantes no local.

Outra discussão polêmica envolve a apresentação do Via Verde como primeiro shopping do Acre. Para muitos, o Mira Shopping, criado no final da década dos anos 1990 por uma família de empreendedores locais, no centro de Rio Branco, deveria ser considerado o precursor.

No formato de galeria, o Mira não conseguiu atrair lojas-âncora, o que foi apontado como motivo para seu fracasso.

"O Mira Shopping tinha escada rolante... Era shopping mesmo. (O Via Verde) é um galpão cheio de lojas. Esperava algo melhor, no padrão de outros Estados", reclamou o gerente de uma loja de CDs e DVDs numa das ruas de comércio popular de Rio Branco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário