domingo, 2 de dezembro de 2012

Áreas do antigo VLT em Campinas geram críticas de moradores

26/11/2012 - G1

Lixo, invasões e usuários de drogas preocupam vizinhos das estações. Prefeitura já pediu reintegração de posse de terreno público invadido.

Moradores vizinhos de antigas estações e trilhos do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), em Campinas (SP), denunciam que os locais viraram pontos de usuários de drogas, invasões de sem teto e lixo acumulado.

No bairro cidade Jardim, 250 famílias invadiram o local no início de novembro e mais pessoas não param de chegar. A Prefeitura de Campinas entrou com uma ação pedindo a reintegração de posse do local, mesmo sendo a área federal.

O coordenador de Habitação Popular da Secretaria de Habitação, Vitor André, informou que ocupar a área não quer dizer garantia de casa popular para o invasor.

O Ministério do Planejamento informou que analisa se existe um projeto para a área no Cidade Jardim.

Na Vila Teixeira, a situação é de abandono. A plataforma está em péssimas condições e muito lixo está espalhado.

No Parque Industrial, a antiga área do "metrô" de Campinas está depredada, mas é o único que ainda tem sinais dos antigos trilhos. A bilheteria parece ser usada diariamente por usuários de entorpecentes.

No Bonfim, a área foi cedida há dez anos para uma cooperativa de reciclagem. Houve uma proposta de mudança para outro local, mas foi recusada pelos cooperados porque a alternativa seria longe do centro.

"Se nos tirarmos daqui não temos para aonde ir. É o nosso ganha pão", disse o reciclador José Maria Cardoso de Lima.

VLT

O Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) foi uma tentativa de transporte sobre trilhos em Campinas que teve obras iniciadas em 1990, mas cinco anos depois foi desativado.



Enviado via iPhone

Nenhum comentário:

Postar um comentário