sábado, 30 de março de 2013

Mudanças serão discutidas no Ipuf

23/03/2013 - Diário Catarinense

Os primeiros traços da reurbanização do Centro Histórico de Florianópolis começam a ser elaborados por técnicos do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (Ipuf) e da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, que estão há um mês traçando conceitos para modernizar determinadas áreas.

Entre as novidades divulgadas até agora, estão a elevação de ruas próximas à Praça XV para priorizar os pedestres, e a tentativa de abrir bares e restaurantes no fim de semana.

- É uma ação estratégica. Se você anda no domingo à tarde, perto da Praça XV, não encontra nenhum estabelecimento aberto. Bancas, cafés, lojas são coisas essenciais - diz o presidente do Ipuf, Dalmo Vieira Filho.

As obras no Centro estão previstas no pedido de recursos para o PAC das Cidades Históricas. Foram solicitados R$ 70 milhões, dos quais a metade deve ser investida nestas obras. Estão no pacote também a revitalização do Largo da Alfândega, do Mercado Público e da Casa Câmara e Cadeia e obras na Baía Sul.

Apesar de parte destas mudanças já ser discutida, ainda não há um projeto executivo - sem prazo para ficar pronto - e noção de valor. A zona Leste do Centro Histórico, onde fica a Praça XV, é onde haverá alterações em estágios mais avançados. Mas, por enquanto, as sugestões estão apenas em croquis.

Já as mudanças previstas para a Baía Sul serão feitas a partir do projeto original de Burle Marx. Algumas novidades começam a ser idealizadas, como a construção de calçadão na área sul, seguindo a orla, e a implantação de deques. Os planos serão apresentados na próxima semana, no Seminário de Planejamento e Desenvolvimento Urbano de Florianópolis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário