sexta-feira, 27 de março de 2015

Em Porto Alegre, viaduto da Bento estreia com congestionamento

27/03/2015 - Zero Hora - Porto Alegre

Quem esperava trânsito livre depois de mais de dois anos de desvios na região onde está sendo construído o Viaduto São Jorge, sobre a Avenida Bento Gonçalves, em Porto Alegre, teve uma surpresa negativa no início da noite desta quinta-feira. Os motoristas enfrentaram congestionamento na Terceira Perimetral próximo à estrutura, que foi liberada para automóveis durante a manhã.

Por volta das 18h30min, para percorrer a via entre a Avenida Protásio Alves, no bairro Petrópolis, e a Avenida Oscar Pereira, no bairro Glória, Zero Hora levou 34 minutos e 10 segundos. Uma fila de veículos chegou a se formar sobre o viaduto.

Como comparação, ZH percorreu, também, a partir das 19h30min, o trajeto entre os dois pontos (Protásio e Oscar Pereira) por caminhos alternativos, levando 23 minutos. O cálculo do diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari, era de economia de 15 minutos no deslocamento pela região.

— Porto Alegre tem a melhor velocidade média de trânsito entre 15 das capitais brasileiras. É onde se perde menos tempo no deslocamento pela cidade. Isso é qualidade de vida. E é o que ganhamos, cada vez mais, com obras como essas — disse o prefeito José Fotunati pela manhã, quando a estrutura foi parcialmente liberada.

Semáforos terão tempos corrigidos

Conforme a EPTC, a falta de costume dos motoristas de utilizar a Terceira Perimetral após tanto tempo de bloqueio pode ter causado confusão, gerando o congestionamento. Ao longo do caminho, a reportagem não constatou nenhum acidente que pudesse ter trancado o tráfego, o que foi confirmado pelo órgão. O gerente de Operações e Fiscalização da empresa, Paulo Gomercindo Machado, disse que a situação deverá se normalizar até terça ou quarta-feira da próxima semana:

— O primeiro dia é de adequação. Tem gente que nunca passa ali e resolve passar. Um dos problemas foi na conversão para chegar à PUCRS, fazendo um laço em frente à Amrigs (Associação Médica do Rio Grande do Sul). Os motoristas paravam para perguntar como chegavam na universidade.

Taxistas que circularam pela Terceira Perimetral no final da tarde concordaram que o fluxo estava pesado, como Gustavo dos Santos Polis, 24 anos.

— A gente espera que melhore na próxima semana — comentou.

Gomercindo afirmou que os tempos dos semáforos serão corrigidos hoje para aumentar a fluidez do trânsito. A passagem para ônibus, no nível inferior da estrutura, deverá ser aberta ainda neste semestre. O preço da obra é de R$ 79,4 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário