sábado, 13 de junho de 2015

Porto Alegre deve ter 80% das obras no trânsito prontas até o final de 2016

12/06/2015 - G1 RS

Quase um ano depois da Copa do Mundo, a Prefeitura de Porto Alegre desistiu de informar um prazo para a conclusão dos projetos de mobilidade urbana que deveriam ter ficado prontas para o Mundial, realizado em junho de 2014. Segundo dados da Secretaria Municipal de Gestão, até o final de 2016, último ano da gestão de José Fortunati, a cidade deverá ter 80% das obras prontas.

Entre as nove obras a serem concluídas, apenas a construção da central de MONITORAMENTO dos corredores de ônibus ainda não está em andamento. Faltam também a duplicação da Rua Voluntários da Pátria, a realização de cinco intervenções na Terceira Perimetral, o prolongamento da Avenida Severo Dullius, a duplicação da Avenida Tronco, a estação subterrânea no Complexo da Rodoviária e três pistas de ônibus de trânsito rápido (BRT, na sigla em inglês).

Inicialmente previstas para maio do ano passado, as obras do entorno do estádio Beira-Rio foram concluídas com um mês de atraso. As avenidas Padre Cacique e Edvaldo Pereira Paiva constituem em uma das principais alternativas para ligar a Zona Sul à Região Central da cidade. Foram 5,8 km de pistas duplicadas, além da construção do Viaduto Senador Abdias do Nascimento, uma ponte sobre o Arroio Dilúvio, um estacionamento e uma ciclovia na orla do Guaíba.

No dia 18 de maio, foram retomadas as obras na trincheira da Rua Anita Garibaldi, uma das cinco realizações para melhorar o tráfego na Terceira Perimetral, após uma mudança na empreiteira responsável pelo projeto. No início deste ano, foram entregues as duas primeiras fases do Viaduto da Avenida Bento Gonçalves, que também integra o pacote. Ainda neste mês devem recomeçar as obras na Avenida Ceará, que dependem da chegada de uma máquina. Já a trincheira da Avenida Plínio Brasil Milano depende da liberação da área pela Justiça.

Planejada para ser uma alternativa para o deslocamento da Zona Sul ao Centro nos dias dos jogos pela Copa do Mundo, a Avenida Tronco ainda passa pela duplicação. O principal entrave é a realocação de moradores segundo dados da prefeitura, 885 famílias, de um total de 1.525, já acertaram a mudança para imóveis que serão construídos na mesma região, pelo programa Minha Casa, Minha Vida.

O prolongamento da Avenida Severo Dullius, nas imediações do Aeroporto Salgado Filho, teve um dos trechos concluído. Já a duplicação da Rua Voluntários da Pátria tem a primeiro fase 60% pronta. A outra parte depende de disputas na Justiça por desapropriação. No entorno da Rodoviária, foi entregue à população o viaduto entre as avenidas Júlio de Castilhos e da Legalidade, mas ainda falta a construção de uma estação de ônibus subterrânea.

Uma das principais obras prometidas para a Copa do Mundo, a implantação do sistema de transporte coletivo por BRT está mais avançada nas avenidas Protásio Alves, onde 93% da obra está concluída, e Bento Gonçalves, que tem 97% do projeto pronto. No terceiro BRT, na Avenida João Pessoa, a pista de concreto ainda passa por reparos.

A prefeitura cita como o principal motivo para a demora na conclusão das obras o atraso nos repasses de verba pelo governo federal. Impasses em relação a empreiteiras e à desapropriação de áreas, além de problemas técnicos, também contribuíram para a situação atual, conforme a Secretaria de Gestão.

Obras no aeroporto

O Aeroporto Salgado Filho recebeu um novo módulo operacional ainda no início de 2012. Já com o Mundial em andamento, foi instalado um novo sistema de pouso por instrumentos, o ILS 2 (Instrument Landing System, na sigla em inglês). O equipamento minimiza em até 30% o impacto causado pelo mau tempo, o que não evitou atrasos e cancelamentos de voos durante o torneio.

Também estavam previstas as ampliações do terminal de passageiros, em 30 metros quadrados, e do pátio de aeronaves, em cerca de 22,7 mil metros quadrados. Ficaram prontos a tempo da Copa a reforma e ampliação do piso térreo de desembarque, com duas novas esteiras de restituição de bagagens. Porém, o novo terminal de passageiros deve ser entregue somente em 2017, e o de cargas, um ano antes. A ampliação do pátio do aeroporto ficaria pronta ainda no primeiro semestre deste ano, e um novo estacionamento deve ser entregue em outubro.

O projeto da ampliação da pista em 920 metros havia sido incluído na matriz de responsabilidades da Copa, com previsão de início em março de 2011. No entanto, no final de 2012, a Infraero anunciou que a obra seria executada apenas depois do Mundial, devido à complexidade da obra. Em abril deste ano, a presidente Dilma Rousseff garantiu a execução da obra, que deve iniciar somente em 2016 devido à necessidade de retirada e realocação de famílias que vivem na região. A previsão de conclusão é até 2019.

Nesta terça (9), foi oficializada a intenção de privatizar do Aeroporto Salgado Filho, como parte do pacote de concessões do governo federal. No entanto, as obras de ampliação da pista devem ser iniciadas e realizadas pela própria Infraero até que a concessão seja entregue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário